Coronavírus - Teste PCR e documentos para entrar na França

Veja a seguir os documentos necessários para ingressar no território francês. A entrada no país continua sujeita à restrições. Consulte as respostas às perguntas frequentes em nosso site, para saber se está autorizado a entrar.

No contexto da reabertura progressiva das fronteiras externas do espaço europeu, a França está implementando medidas preventivas para combater a COVID-19.

Essas medidas se aplicam a todos os viajantes provenientes do Brasil, sejam eles franceses, brasileiros ou de outra nacionalidade.

ATENÇÃO : a entrada em território francês continua restrita a categorias específicas. Consulte nossas perguntas frequentes para saber se está autorizado a entrar.

Recomendamos a todos os viajantes provenientes do Brasil que disponham de um teste virológico PCR (realizado menos de 72h antes da viagem) com resultado negativo antes de embarcarem para a França, o que lhes permitirá sair rapidamente do aeroporto e circular livremente pelo país.

Para as pessoas que não conseguirem realizar este teste antes da partida, por ser difícil fazê-lo em certas localidades brasileiras, um sistema de testagem generalizada está sendo implementado nos aeroportos e portos franceses. Esse sistema consiste em testar sistematicamente os viajantes a partir do dia 1º de agosto:

- As pessoas que testarem negativo para a Covid-19 poderão circular livremente no território;

- As pessoas que testaram positivo serão contatadas posteriormente para a realização de uma quarentena, no local de sua escolha, antes de retomar o curso normal de sua estadia no território francês;

- Se o passageiro se recusar a se submeter ao teste na chegada, o sistema de saúde emitirá uma ordem de quarentena.

Em todos os casos, somente passageiros com mais de 11 anos de idade deverão apresentar o teste.

Além disso, os viajantes deverão apresentar:

1/ O certificado de viagem internacional excepcional para a França continental, disponível em francês e inglês no site do Ministério do Interior.
Esse certificado deve ser apresentado à companhia de transporte antes da utilização da passagem, bem como às autoridades responsáveis pelo controle nas fronteiras (conexões aéreas, marítimas e terrestres, incluindo ligações ferroviárias).

2/ Uma declaração solene na qual o viajante garante não apresentar sintomas da COVID-19, acessível também pelo site do Ministério do Interior.

É importante lembrar que a obrigatoriedade do uso da máscara em todos os espaços fechados continua em vigor.

Para mais informações, acesse a página do governo.

publié le 03/08/2020

haut de la page