Festival Toi + Moi (Você + Eu)

"Sozinho, eu não sou nada, juntos, somos tudo. Eu + Você passa a fazer mais sentido."
Nesta entrevista com Victor Chevallier, o criador do festival fala um pouco sobre o seu projeto de interação.

JPEG
Victor Chevallier é professor de tênis e faz parte da ONG FuturoBom, que dá aulas de tênis a jovens nas comunidades do Rio de Janeiro. Seu objetivo vai muito além do ensino do esporte: suas aulas reforçam valores e conhecimentos uteis para o dia a dia dos alunos.

Victor, quem é você?

Pergunta difícil. Eu diria que sou o resultado de tudo o que eu vivi até hoje: sou francês, nascido em Sainte Mesme, uma cidadezinha em Yvelines, nos arredores de Paris. Jogo tênis desde pequeno e sou professor formado. Sempre admirei as artes, por isso procuro ser criativo em meu modo de ensinar e ajudo as crianças dessa forma. Desde que eu cheguei ao Brasil, no fim de 2013, faço o que mais gosto: dou aulas de tênis e tento democratizar o esporte, que sempre foi visto por aqui como uma atividade muito elitista.

O projeto "Tênis na escola", em parceria com o instituto carioca Futurobom, aproveita um viés lúdico para que as crianças recebam educação e tenham acesso a novas oportunidades: crescendo e aprendendo! Atualmente, estamos dando aulas em 3 escolas municipais e fazemos excursões culturais com mais de 200 crianças toda semana – e tudo isso sem nenhum patrocínio. Algumas famílias francesas do Rio têm me ajudado a levar adiante essa iniciativa, e isso me deixa muito feliz.

Um numero importante: na escola municipal do Vidigal, por exemplo, onde eu dou aulas 2 vezes por semana há 4 anos, a taxa de ausência dos alunos diminuiu de 47%. Uma vitória, fruto de um esforço conjunto, que me enche de orgulho!

Além disso, não posso deixar de agradecer aos meus pais, irmãs, namorada, amigos e todas as pessoas que têm me ajudado desde o inicio nessa experiência brasileira tão enriquecedora, pessoal e profissionalmente!

O que é o festival Toi + Moi ?

O Festival na verdade é um enorme fórum publico que reúne associações voltadas para as crianças, que vem sendo organizado todo ano, acompanhando os eventos relacionados ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado dia 10 de dezembro.

As atividades são conduzidas por orientadores de projetos sociais, esportivos e gastronômicos de varias regiões da cidade, promovendo iniciativas sócio educativas (como por exemplo o "Tênis na escola"). Para as associações envolvidas, o evento ajuda as pessoas a tomarem conhecimento da existência dos projetos, para em seguida trabalhar juntos e promover ações de cidadania, dando maior visibilidade às ações voltadas para a educação.

Para as crianças e adolescentes que participam, os principais objetivos são:
. Facilitar a interação de crianças de diversas origens,
. Apresentar a essas crianças diferentes culturas, de diversas regiões e países,
. Incentivar a pratica de esportes entre os jovens (de 2006 a 2016, houve um aumento de 60% da taxa de obesidade no Brasil)
. Cultivar valores humanos tais como respeito, compreensão e generosidade, através da diversidade das culturas, das artes e da culinária, incluindo a gastronomia francesa, é claro.
. Proporcionar a todos os participantes uma experiência educativa e multicultural.

O nome do Festival “Toi + Moi” (Você + Eu) foi inspirado nos princípios da amizade, do respeito e da solidariedade. O esforço de uns + o esforço de outros faz com que todos se tornem mais fortes, e permite que a realidade ao nosso redor seja modificada também. Afinal, foram os valores fundamentais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade que fizeram com que a França se tornasse o país de referencia dos direitos humanos e dos cidadãos.

Toi + Moi (Você + Eu) passa a fazer sentido
Sozinho, eu não sou nada, mas junto com o outro eu sou tudo.
Toi + Moi = Nous (Você + Eu = Nós)

Como foi que você teve a ideia de criar esse festival?

Tive vontade de ampliar o meu projeto de educação através do esporte, e me deparei com algumas dificuldades operacionais. Conversando com as pessoas ao meu redor e encontrei associações dispostas a participar, então começamos a colocar no papel todas as necessidades e soluções possíveis. Isso faz mais ou menos um ano.

Depois de delinearmos o que podia ser feito, tivemos a ideia de criar um evento anual, uma reunião humana e social, para dar mais visibilidade a esse movimento e oferecer oportunidades de participação ao maior número possível de associações. Todas fazem trabalhos maravilhosos, que ajudam realmente as crianças a terem uma visão da vida mais positiva. Esse é o fator primordial.

Um dado que queremos ajudar a reduzir a cada ano é o seguinte:
O numero estimado de adolescentes (com menos de 18 anos) envolvidos com o trafico de drogas na cidade do Rio de Janeiro em 2017 é de 5000 a 6000.
Podemos ajudar a melhorar essa situação.

Quais são as associações que já participam?

Por enquanto, essa é a lista:
- Futurobom France, crianças do projeto "Tênis na escola".
- Instituto Internacional Correr Bem, Atletismo.
- Adezo, Tênis de mesa adaptado.
- Envolley-vous, Vôlei sentado.
- Guanabara, Rugbi e Handball.
- Miratus, Badminton.
- Instituto Reação, Judô.
- Hockey Life, Hóquei na grama.
- Basquete Cruzada, Basquete.
- Urece, Futebol de 5 para deficientes visuais.
- Mawon.
- APE.
- Rio Accueil.
- Comitê pela Vida.

Estamos em contato com outras associações, principalmente aquelas que tenham relação com artes e cultura, para enriquecer ainda mais a programação inicial.

Quais são as necessidades concretas para levar o projeto adiante?

Como sempre, necessidades financeiras e econômicas!
A busca por parceiros é constante para podermos realizar o evento. Com o Instituto Internacional Correr Bem, estamos inserindo o projeto do Festival Toi+Moi na "lei do incentivo ao esporte" do Ministério do Esporte. Além disso, estamos abertos a todo tipo de parceria: ICMS, renuncia fiscal,...

Estamos em contato com varias empresas, começando pelas francesas com sede na cidade.
O Consulado da França no Rio de Janeiro da o seu apoio institucional, tendo em vista que o sucesso dessa iniciativa é motivo de orgulho para a França. Outros 6 consulados também estão nos acompanhando.

Este ano, o Festival deve alcançar cerca de 600 crianças e para o ano que vem queremos estender o evento por vários dias. O projeto tem um potencial enorme: do mesmo jeito que o “Tênis na escola" cresceu, podemos nos unir para fazer mais crianças sorrirem!

Plataforma interativa das artes

O festival oferece uma programação variada, durante o dia inteiro, indo de ‘mini cursos’ de línguas estrangeiras, introdução ao teatro, apresentações musicais, jogo de xadrez, aula de yoga, artes plásticas com material reciclado...

A associação Mawon, que ajuda estrangeiros em situações difíceis, organiza oficinas de artes que favorecem a integração dos filhos de refugiados.

Serão apresentados também documentários sobre meio ambiente e mudanças climáticas, e haverá um espaço para debates sobre esses assuntos.

A programação está sendo montada com muito carinho, de modo a proporcionar experiências inesquecíveis, que poderão ser replicadas em outras comunidades, com outras ONGs, para que cada vez mais pessoas possam ter a experiência de criar, brincar e participar – juntos! .
Toi + Moi / Você + Eu.

Espaço gastronômico
Neste espaço, os jovens poderão aprender a preparar quitutes brasileiros, com especialidades baianas e mineiras, e também pratos internacionais, com a presença de chefs estrangeiros.

Para entrar em contato com Victor a respeito do festival

É fácil, basta escrever para ele no endereço: festivaltoimoi@gmail.com

publié le 20/09/2018

haut de la page