Meu Festivalzinho - Mon Petit Festival

A quarta edição do Meu Festivalzinho, ou Mon Petit Festival, será consagrada à literatura de aventuras. De 4 a 14 de junho.

Meu festivalzinho – Mon petit festival foi lançado em 2015 pelo Escritório do Livro da Embaixada de França no Brasil e pelo Serviço de Cooperação Linguística francesa, e é organizado em conjunto com o Instituto francês do Brasil.

Com a missão de fazer descobrir a riqueza da criatividade literária francesa e brasileira e o patrimônio que existe para o público jovem, o evento parte para sua 4ª edição, em 2018, e já está inserido na programação dos amantes da literatura jovem de qualidade.

Esse ano, o tema escolhido foi “literatura de aventuras”: dar a volta ao mundo com o Jules Verne, acompanhar as peripécias de Arsène Lupin e de Tintin, vestir a capa da invisibilidade do Harry Potter, descobrir a lenda de Chico Rei... tantos livros, histórias e desenhos que fazem os pequenos viajarem como os adultos!

JPEG

Veja os destaques da programação desta edição.

Aventuras em festa
Data : 9 de junho
Local : Maison de France (Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 - Centro - Rio de Janeiro)

Das 9h às 15h30, uma manhã inteira de atividades e animações para redescobrir a literatura de aventuras com convidados especiais:
* Anne-Charlotte Gauthier - autora e ilustradora
* Erik L’Homme - escritor
* Gilles Eduar - autor e ilustrador
* Roger Mello - autor e ilustrador

Programação (a partir de 5 anos):
9h : Abertura das portas

10h : Convite à viagem com Erik L’Homme
Aventuras contadas e desenhadas ao vivo com Erik L’Homme, Anne-Charlotte Gauthier, Gilles Eduar e Roger Mello

11h : Criação coletiva
Desenho coletivo dirigido por Roger Mello, Anne-Charlotte Gauthier e Gilles Eduar

12h: Intervenção espetacular da banda “Bagunço”
Sopros eufóricos sobre uma sessão rítmica grooveira brasileira: a receita é simples, mas a viagem é louca e tem final feliz.

13h: Cine-almofada
Venha com sua almofada e assiste ao filme “Le grand méchant renard et autres contes” (80’) de Benjamim Renner e Patrick Imbert – Em francês com legendas em português

Sinopse: Aqueles que pensam que o campo é um lugar calmo e tranquilo se enganam, lá há animais particularmente agitados, uma raposa que pensa ser uma galinha, um coelho que se faz de cegonha e um pato que quer substituir o Papai Noel. Se quiserem tirar férias, mudem de caminho!

E tem mais!

Exposição “Les Machines à lire”: venha descobrir o que está se escondendo atrás das linhas na instalação “Cache-cache ville” e criar seu país imaginário com o aplicativo “Fabricabrac”

Vendas e assinaturas de livros com os convidados
Haverá venda de comida francesa no local

— 

Convidados

JPEG

Erik l’Homme : Nasceu em 1967 nas montanhas da província do Delfinado, na França. Uma infância em contato com a natureza e os livros marcou seu gosto por aventuras de todos os tipos. Seguindo os passos dos heróis, viajantes e poetas de suas leituras, chegou às portas da Ásia Central, em busca do homem selvagem, e às Filipinas, à caça de um tesouro fabuloso. De volta à França, começou a escrever sua tese de doutorado em História e Civilização. Em seguida trabalhou como jornalista. Hoje dedica-se exclusivamente à literatura e é um dos escritores de literatura juvenil mais bem-sucedidos da Europa. Divide seu tempo entre a escrita, as viagens e as longas caminhadas. Suas obras de sucesso incluem as trilogias O livro das estrelas e Phaenomen, além da série A de Associação, escrita com Pierre Bottero. Seus livros são publicados em quase trinta países.

Anne-Charlotte Gautier : Formada em Ilustração na École des Arts Décoratifs de Strasbourg, Anne-Charlotte Gautier trabalha como ilustradora para a imprensa e editoras infantojuvenis, e realiza, paralelamente, diferentes projetos de histórias em quadrinhos, publicadas pelas editoras Misma, 6 pieds sous terre e Delcourt. http://annecharlottegautier.fr/

Gilles Eduar : Nasceu em São Paulo, em 1958. Formou-se em arquitetura na USP, trabalhando em seguida como artista gráfico. De 1986 a 1990 fez parte do grupo Luni, como saxofonista. É também ator e cenógrafo. Descobriu a literatura para crianças ao trabalhar na livraria infantil do Museu do Louvre, em Paris. Tem nove livros publicados na França, dois deles traduzidos nos Estados Unidos e três na Coréia. Ossos do ofício foi seu primeiro trabalho lançado no Brasil.

Roger Mello : Ilustrador, escritor, designer, dramaturgo e diretor de teatro, Roger Mello ilustrou mais de 100 títulos, dos quais 22 também foram escritos por ele. Por seu trabalho como ilustrador e escritor, recebeu vários outros prêmios e distinções no Brasil e no Exterior. É vencedor de 10 Prêmios Jabuti, concedido pela Câmara Brasileira do Livro. Foi premiado pela Academia Brasileira de Letras e, na União Brasileira dos Escritores, pelo conjunto de sua obra. Sua obra Meninos do Mangue recebeu o prêmio internacional de melhor livro do ano da Fondation Espace Enfants (Suíça) em 2002. Em 2014, recebeu o Chen Bochui International Children’s Literature Award como melhor Autor Estrangeiro na China e conquistou o Prêmio Internacional Hans Christian Andersen, na Categoria Ilustrador – concedido pelo International Board on Books for Young People (IBBY).

publié le 07/06/2018

haut de la page